Autobiografia Poética

.:.  Meu ser na vida  .:.

Patriota por natureza
Quase avista todo o país
Sem auxílio de uma escada
Trovador de caneta no papel
Conquista sonhos do imaginário
Numa busca persistente incansável
Procura de sorriso aberto ter felicidade
De peito fragilmente robusto
Protege sua Nau de pergaminho
Velejando pelas correntes do seu plasma
Por entre as artérias pintadas
Vive a integra lealdade que o faz
Afastar de presenças da malfeitoria
Decide escolher bons e melhores Ventos…

De presença séria pelo ser
Ergue alcantiladas muralhas
Aos que assaltam confianças
Trilha posições com ética
Sem nunca desistir daqueles
Que sempre recusam olhar
O brilho de uma lâmina que há
Muito tempo vai sobrevivendo
Desembainhada pelo Bem…

De proa experiente
Pouco quer mostrar
A ter de lembrar
Tempestades demolidoras
De Alma sorridente
Que mais parece
Viver de ingenuidade
Olha mais uma Fénix
No seu horizonte
Ganha coragem na corrente
Arrastando novas marés
Pronto a beber novos saberes
Que brotam outros sabores
Pelos muitos licores da vida.

Nota de autor:
Revisão ao originalmente publicado a 27 de abril de 2011 em, Silêncios Eloquentes .

Todos os direitos reservados
© 2017  miguelguedes.com
Licença Creative Commons

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s